27 de ago de 2011

Somos todos pecadores!

Por Mateus Goethel Cesimbra







E rogou-lhe um dos fariseus que comesse com ele; e, entrando em casa do fariseu, assentou-se à mesa.
E eis que uma mulher da cidade, uma pecadora, sabendo que ele estava à mesa em casa do fariseu, levou um vaso de alabastro com ungüento;
E, estando por detrás, aos seus pés, chorando, começou a regar-lhe os pés com lágrimas, e enxugava-lhos com os cabelos da sua cabeça; e beijava-lhe os pés, e ungia-lhos com o ungüento.
Quando isto viu o fariseu que o tinha convidado, falava consigo, dizendo: Se este fora profeta, bem saberia quem e qual é a mulher que lhe tocou, pois é uma pecadora.
E respondendo, Jesus disse-lhe: Simão, uma coisa tenho a dizer-te. E ele disse: Dize-a, Mestre.
Um certo credor tinha dois devedores: um devia-lhe quinhentos dinheiros, e outro cinqüenta.
E, não tendo eles com que pagar, perdoou-lhes a ambos. Dize, pois, qual deles o amará mais?
E Simão, respondendo, disse: Tenho para mim que é aquele a quem mais perdoou. E ele lhe disse: Julgaste bem.
E, voltando-se para a mulher, disse a Simão: Vês tu esta mulher? Entrei em tua casa, e não me deste água para os pés; mas esta regou-me os pés com lágrimas, e mos enxugou com os seus cabelos.
Não me deste ósculo, mas esta, desde que entrou, não tem cessado de me beijar os pés.
Não me ungiste a cabeça com óleo, mas esta ungiu-me os pés com ungüento.
Por isso te digo que os seus muitos pecados lhe são perdoados, porque muito amou; mas aquele a quem pouco é perdoado pouco ama.
E disse-lhe a ela: Os teus pecados te são perdoados.
E os que estavam à mesa começaram a dizer entre si: Quem é este, que até perdoa pecados?
E disse à mulher: A tua fé te salvou; vai-te em paz. (Lucas 7:36-50)



Jesus quando recebe daquela mulher as suas lágrimas e aquele perfume sobre os pés, sabe exatamente quem é ela, bem como conhece a sua vida. Uma pecadora... Isso é o que somos também, nem mais e nem menos, mas simplesmente pecadores.

O pecado nos afasta de Cristo, mas o peso que ele nos gera, a dor que ele nos provoca e as feridas que se abrem em nossas vidas, podem nos aproximar da presença real do Senhor. O pecado mata a alma, destrói a vida. Porém o arrependimento, quando combinado com a Graça de Jesus, salva o pecador e o limpa totalmente.

Ninguém é perfeito, somos totalmente imperfeitos e sem noção da Graça que há em Cristo. Deus não criou o pecado, isso é de nós mesmos, mas Ele nos dá a sua misericórdia e o seu AMOR, isso sim é Dele e vem Dele!

Aquela mulher estava arrependida de seus erros, mesmo que ninguém a sua volta reconhecesse isso. O coração dela se encontrava despedaçado e totalmente dilacerado. O arrependimento que ela sentia, simplesmente encontrou a Graça, encontrou Cristo e seu infinito amor. Ela veio até o Senhor da forma que estava mesmo sendo apontada por todos como uma pecadora, uma indigna. Se tiver algo que Jesus não resiste é um coração totalmente quebrado e entregue a Ele. Foi isso que aconteceu. De pecadora perdida a amiga de Deus.

Seus pecados podem ser muitos, assim como os meus também o são e sei disso. Somos assim e sempre seremos. Isso faz com que venhamos depender totalmente de Jesus. Não é necessário estar ou ser um beato radical, a final isso tornaria o pecado enrustido. Não são as roupas, as tatuagens, ou as músicas que você ouve (em alguns casos... rsrsrs!), que lhe fará mais ou menos pecador. Porém somente a Verdade pode te sarar, somente Cristo pode te dar Palavras de Vida Eterna. Deixa Jesus ser o centro da tua vida.

Este apelo não é para que você se torne um religioso, a final nem Jesus é religioso, mas é um convite que poderá mudar a sua vida. Não digo que se você aceitar a Cristo irá ficar rico e poderoso e nunca mais terá problema algum, e sim que você será forte para enfrentar a vida e sair dela vitorioso. Sim que você terá onde ser socorrido quando ansiar. Sim, você sairá da morte para vida, assim como aquela mulher.


Que a Graça de Cristo encha totalmente a sua VIDA!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Qual a sua opinião sobre este artigo? Comente a vontade!