7 de ago de 2011

Somos andarilhos nessa vida

por Mateus Goethel Cesimbra





Você já percebeu como é a vida de um andarilho? Pois sim, eles andam quilômetros e quilômetros, normalmente levando em suas costas apenas um saco com suas principais tralhas. A vida deles é essa! Andam sem rumo, sem bagagens, sem saber o dia de amanha. Correm riscos, e encaram perigo nas estradas. O único apego destas pessoas é a estrada, deixam tudo para trás e simplesmente permitem que o destino escreva o que será de cada jornada.


A semelhança do estilo de vida destas pessoas pode muito bem descrever como é a nossa vida! Mesmo que você não queira perceber, somos todos nós andarilhos, peregrinos neste mundo.

"Amados, insisto em que, como estrangeiros e peregrinos no mundo, vocês se abstenham dos desejos carnais que guerreiam contra a alma". I Pedro 2:11.

Pedro, o apóstolo, descreve muito bem qual é a vida de um cidadão que busca e quer ser um verdadeiro discípulo de Jesus e de sua Graça. 

Sendo andarilhos desta terra temos que nos distanciar daquilo que nos corrompe. Em nosso caminho, o caminho que nós mesmos escolhemos, podemos decidir o que queremos. Podemos trilhar um caminho de abundancia, de muita ganância ou podemos seguir no caminho da misericórdia e do amor.

É muito comum nos apegar as coisas materiais: casa, carro, viagens... e isso realmente é bom, mas com prudência. O andarilho que me referi no inicio do texto, é aquele que anda somente com um saco nas costas, e lá carrega seus principais objetos. Se escolhermos o caminho da abundancia, é bem fácil transformá-lo no da ganância. Por instinto natural gostamos e nos acostumamos facilmente ao bom, e deixar de conquistar o bom pode se tornar um grande problema. Se escolhermos o caminho da misericórdia, assim como Cristo trilhou, estaremos dependentes somente da Graça Dele, e assim como aquele andarilho, levaremos somente o necessário para chegar ao nosso destino.

A diferença entre o cidadão que escolher tornar-se um andarilho sem rumo e a nossa vida está justamente no rumo. Em nosso caminho pode haver muitos destinos certos ou errados, e nós podemos escolher o qual queremos seguir. Mesmo tendo muitos destinos, apenas um pode levar para Glória de Deus. 

O caminho do amor e da misericórdia é o mais difícil de trilhar. Abrir mão das coisas boas é difícil. Não é tarefa fácil querer ser o bem do outro, não é fácil se colocar no lugar da dor do próximo. Isso Cristo fez, e tantos outros também o fazem e o fizeram. Este é o caminho certo.

O Caminho da Graça é o verdadeiro caminho. Levar a Graça que recebemos de Deus, para aqueles que ainda a não receberam. Desprender-nos nas coisas corruptíveis deste mundo, nos desligar do nosso ego e da nossa ganância pelo bem do próximo, isso é Amor, isso é ser Discípulo verdadeiro de Jesus! 

Para alcançar Jesus, temos que levar somente o bem e a misericórdia em nosso saquinho. Se quiser levar muita coisa, com certeza você ficará pelo caminho, não chegará até Ele.

3 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir

Qual a sua opinião sobre este artigo? Comente a vontade!