19 de jun de 2010

O amor e a dor





Foi amor a primeira vista... algo avassalador, que fez parar o tempo!




Assim foi e é o amor de Jesus por nós. Amor até a morte, amor regado a sangue!


O amor como dizem os poetas, é uma dor! Pois quando se ama de verdade, não nos importamos em tomar as dores da pessoa amada por nós, mas pelo contrário queremos tira - la de todo julgo que a oprime. Assim Cristo fez por nós na cruz. A dor era para ser toda nossa, pois nós como humanidade é que fomos desumanos com o próprio Deus, mas a sua graça foi maior e sua misericórdia nos tirou da tamanha insignificância e trevas para qual seguíamos.

Temos um Redentor o qual devemos seguir! estamos libertos por Ele!

Esse amor que até nos constrange também é de obrigação nossa leva - lo... É hora de fazer alguma coisa, não podemos deixar o egoísmo destruir o nosso coração, e voltarmos para o lugar que era o nosso destino, as trevas. 

Fomos salvos pela dor do próprio Deus, mas não queremos sentir dor alguma. Queremos ser sal da terra, mas não temos sabor algum. Queremos destruir a mentira, quando somos os maiores mentirosos.

Essa hipocrisia deve ser rompida, recebemos a Salvação pelo Amor de Deus, mas se nós não sermos esse próprio amor para com o próximo, essa salvação é nula, é nada, não existe... a Salvação veio pelo amor, e a falta de amor é que pode nos tragar e mudar o nosso trajeto para a escuridão do egoísmo e das trevas.

Ao nosso redor há miséria, há morte da alma, há abusos de todos os tipos... não podemos apenas cruzar os braços, e querermos ser o foco da atenção de Deus. Como salvos e curados, devemos levar a salvação e a cura para os aflitos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Qual a sua opinião sobre este artigo? Comente a vontade!