29 de mar de 2011

Luto por um valente ex-vice presidente

por Mateus Goethel Cesimbra


Hoje 29/03/2011 as 14:41 faleceu o ex-vice presidente, José Alencar, vitimado por um câncer que já a muito tempo vinha corajosamente combatendo. Alencar tem uma bela história de vida, onde com 14 anos de idade saiu da casa de seus pais em Muriaé-MG em busca de seus sonhos. Iniciou um negócio próprio com dinheiro que pegou emprestado com seu irmão mais velho. Em 1961 fundou uma das maiores empresas texteis desse país, a Coteminas. 

Tempos depois entra na política, candidata-se a governador de Minas Gerais em 1994, porém não tendo êxito. Passado quatro anos, volta a candidatar-se ao senado, e desta vez com mais de 3 milhões de votos elege-se. Em 2002, disputado por diversos partidos políticos para compor chapa, decide concorrer a vice-presidência da república ao lado do então ex-presidente Lula, obtendo a vitória. Em 2006, a dobradinha volta a dar certo.

Alencar sempre foi conhecido por saber dialogar com todos, bem como por sua ética. Foi um homem admirado por aliados e oponentes. Por muitas vezes mostrou insatisfação com alguns assuntos ligados a economia imposta pelo governo Lula, principalmente no quesito taxa de juros.

Passei a acompanhar melhor sua trajetória em virtude de suas palavras muito sábias diante das adversidades causadas pelo câncer. Sempre mostrou ser um homem com princípios, e com uma sensibilidade cristã admirável. Por diversas vezes deixou claro que não tinha medo de morrer, e que a vida dele estaria nas mãos de Deus.

José Alencar, mais do que muitos provou que ser bravo e aguerrido, e ao mesmo tempo sensível a vontade de Deus é algo possível. Nunca demonstrou temor pelo futuro, e mesmo assim sempre lutou veemente contra sua doença. Sempre deixou claro que se Deus quisesse leva-lo, ele estaria pronto. Um homem que sempre me transmitiu uma tremenda paz interior.

Não sei qual era a religião de Alencar, sendo que isso não importa. Creio que Deus tem um lugar especial para o mesmo.

Que nós possamos aprender a lidar com a vida e com a morte da mesma forma! Que Deus abençoe e acalente a família de Alencar.

Um comentário:

  1. Aos familiares de José Alencar, se os conhece e pudesse dizer algo, não diria "Meus pêsames", mas sim "Meus parabéns!".
    Um exemplo de luta e determinação. Ele mesmo disse: "Não tenho medo da morte, mas tenho medo da desonra."
    Parabéns Alencar, você demonstrou grande honra.

    ResponderExcluir

Qual a sua opinião sobre este artigo? Comente a vontade!